A cultura de DevOps surgiu para melhorar a integração entre desenvolvedores e SysAdmins e, junto com isso, trouxe todo um novo conceito de infraestrutura ágil. Esta nova forma de entrega de infraestrutura possibilita que desenvolvedores sejam cada vez mais auto-sustentáveis e é exatamente por isso que DevOps deve ser estratégico para seu negócio. 

Uma vez que simplificamos o processo de ativação da infraestrutura e damos aos desenvolvedores a liberdade de andarem com suas próprias pernas, acabamos por criar um ambiente propício para a inovação. O fluxo Desenvolvimento > Homologação > Produção é simplificado e, como consequência, novas funcionalidades do seu produto chegam ao usuário final mais rápido. Também possibilita testar sua ideia de negócio no mercado com menor custo e maior agilidade. Somente por estes dois pontos você já deveria considerar implementar DevOps em sua empresa, seja uma startup ou uma organização já bem consolidada.

Também, por conta da infraestrutura como código e o uso de cloud computing, podemos ter equipes de infraestrutura cada vez mais enxutas e desempenhando um papel estratégico. Foi-se a época do time de infraestrutura se preocupar com servidores, racks e cabos. Agora esses profissionais devem focar em prover uma infraestrutura altamente disponível, escalável e, principalmente, ágil. Esses profissionais devem pensar em como podem melhorar a disponibilidade do ambiente e, ao mesmo tempo, reduzir custos operacionais.

O perfil do profissional de infraestrutura mudou, principalmente porque implementar e gerir estes ambientes tornou-se muito mais complexo. Agora é tudo virtual: rede, segurança, storage e servidores. De início, não parece muito coerente acrescentar complexidade ao ambiente para entregar uma infraestrutura ágil, mas para que os desenvolvedores tenham ferramentas para automatizar seu processo de deploy é necessário que o sysadmin faça o trabalho pesado de implementar e gerir a infraestrutura. Quando falamos com profissionais com este perfil a conversa gira em torno de Automação, Puppet, Chef, Jenkins, Docker, CFEngine, Git, Cloud Computing, AWS, Azure, Object Storage, Scrum, Kanban, Sprint, Código, CookBook, Java, Perl, Python…

Empresas que implementam a cultura de DevOps conseguem manter seu time de infraestrutura mais enxuto, mas por outro lado, SysAdmins com todas as competências necessárias  para DevOps não são fáceis de se contratar e manter. Eles precisam ter uma bagagem profissional que favoreça isso, que conheçam de infraestrutura, programação, redes e cloud computing. Um profissional com poucos anos de experiência certamente não terá toda essa bagagem para gerir uma infraestrutura tão complexa.

Mesmo que sua empresa utilize as principais nuvens públicas (AWS, Azure, Softlayer), que já fornecem ferramentas de DevOps, você ainda vai precisar de um profissional que tenha conhecimento suficiente para entender suas necessidades e desenhar arquitetura e processos adequados. Afinal de contas, rede, storage, segurança, firewall, load balancer, autoscaling, backup – tudo isso ainda vai existir.

Os benefícios para o negócio com a adoção da Cultura DevOps certamente são enormes, porém o processo de arquitetura e implementação deve ser profissionalmente conduzido para que a organização possa realmente se aproveitar das tecnologias emergentes.

Deixe uma resposta