Dentre as startups de tecnologia, o mascote mais famoso do momento é aquela baleia azul simpática. Esse mamífero marinho não é simplesmente o hype do momento mas sim a forma padrão que entregaremos aplicações em um futuro muito próximo.

Docker é hoje o que servidores virtuais eram há 6 anos.

Daqui a pouco estaremos dizendo: “Docker is the new normal”.  Logicamente que estou chamando de Docker o uso de container juntamente com a cultura DevOps e não especificamente o software da empresa Docker. Afinal, existem outros container runtimes, como o Rocket da CoreOS.
Sabemos que a tecnologia de container (namespaces, isolamento de processos) não é recente, porém alguns fatores contribuíram para que Docker chamasse tanto a atenção.

Alguns destes fatores são:

  1. Necessidade latente de prover uma infraestrutura rapidamente escalável;
  2. Arquitetura de aplicações como microserviços;
  3. Crescente adoção de metodologias ágeis de desenvolvimento de software e prática de entrega contínua;
  4. Empresas ganharam confiança em migrar suas aplicações para a nuvem;
  5. Maturidade da cultura DevOps e a infraestrutura como código;
  6. Grandes empresas estão usando Docker – 12 dos 15 maiores e-commerces da América Latina usam Docker.

A adoção dessa tecnologia traz consigo uma quebra de paradigma para os sysadmins, visto que os “servidores” agora serão descartáveis – Isso mesmo, descartáveis! Você sobe um container, executa o que precisa e depois o destrói. Se deu pau em um container, simplesmente jogue ele no lixo e suba outro – literalmente em segundos! Tudo isso com o avião voando e sem impacto para o usuário final.

O container é exatamente aquilo que precisa ser: O recurso computacional necessário para rodar a aplicação. Quando digo recurso computacional entenda como processamento e memória. Quanto ao disco do container, é descartável, as aplicações não devem interagir com o FileSystem do SO. Devido a isso, os desenvolvedores devem escrever suas aplicações de forma que usem tecnologias como o Object Storage.

Respondendo a pergunta do artigo – Por que todos querem usar Docker?
Porque todos querem uma infraestrutura ágil, altamente escalável e disponível. Não querem desperdiçar tempo e dinheiro na gestão tradicional de servidores. Preferem aproveitar seus recursos (tempo e dinheiro) para focar no core business e lançar rapidamente soluções cada vez melhores para o mercado.

 

Deixe uma resposta